Gastos Com a Cirurgia Bariátrica!!

13 janeiro 2012

Bom gente, imprevistos acontecem e infelizmente, pra me deixar com cara de tacho, a programação do blog não está funcionando, talvez pela bagunça que fiz com os códigos, tentando trocar o template... Sei lá.. O tema de hoje, foi sugerido pela leitora Elizângela Cardoso, que ainda se encontra na fase pré operatória, e tem dúvidas sobre os gastos que terá, pois sabe que embora a cirurgia em si, seja totalmente paga pelo seu plano de saúde, sempre existem alguns gastos além, e não quer ser pega de surpresa!!
Pois bem Elizangela, gostei muito da sua sugestão, pois realmente os gastos existem e muitas vezes não estamos preparados para eles. Não vou poder falar com precisão sobre valores, pois isso vai variar muito, dependendo do local, das marcas, das exigências feitas por cada cirurgião... Enfim, falarei sobre os possíveis gastos, para passar uma base, e deixo o orçamento por conta de vocês, ok?? Lembrando também, que tudo que digo, é baseado somente na minha própria experiência!!! Na fase pré operatória, os gastos são com transporte e alimentação para as várias consultas que terá que fazer, então é bom que o paciente esteja sempre preparado, para gastar com passagem de ônibus, táxi, ou gasolina e estacionamento, além de lanches!! Pode parecer bobagem falar isso, mas não é!! Se vamos falar sobre gastos, não posso deixar nada de fora!!! Uma vez marcada a cirurgia,temos algumas despesas maiores. Já no pós operatório imediato, é necessário fazer o uso diário de uma cinta modeladora, eu até digo que é lingerie pós cirúrgica rsrs, na verdade é um macaquinho que a maioria das pessoas compra da Yoga, por serem mais conhecidos, mas que não precisam necessariamente ser desta marca. Na verdade, precisam ser sim, do modelo recomendado pelo médico e de boa qualidade, eu usei os da Yoga, então digo que em termos de qualidade, são excelentes, mas são realmente, bem mais caros do que os outros disponíveis no mercado, logo, cada paciente tem a liberdade de escolher a marca, de acordo com o que a situação financeira permitir. O uso do macaquinho é essencial, pode ser que alguns médicos não façam questão, mas confesso, que até hoje, não conheço ninguém que não tenha usado, e nenhum médico que não o tenha solicitado, mas como cada um segue um critério diferente, pode acontecer sim! O motivo pelo qual seu uso é importante, é assunto para outro post!!! O paciente gastará também, comprando injeções de Clexane, que é um anticoagulante usado para prevenção de trombose. Meu médico solicitou que tomasse uma, na noite anterior à cirurgia, no hospital tomei mais algumas, uma por dia, mas estas foram por conta do convênio. Algumas pessoas me relatam, que precisaram tomar 10 ou mais injeções, verifique com seu médico quantas lhe serão receitadas, se estiver colocando os gastos na ponta do lápis, essa informação será útil!!! Outra despesa pela qual muitas pessoas não espera, é com a alimentação, afinal quem reduz o estômago não deveria gastar com comida, certo??? Errado!!!! A pessoa reduz o estômago, diminui seu tamanho, não deixa de comer!! Só come menos ué!!!! E o detalhe é que no início, a alimentação é diferenciada, de certa forma, especial, então acaba sendo uma rotina diferente, o que muitas das vezes, a torna mais cara. Nas primeiras semanas após a cirurgia principalmente, pois é uma fase de adaptação, onde o paciente deverá ingerir muitos líquidos, frutas, legumes...(batidos e em forma de sopa, é claro!!) É bom que sempre esteja a disposição na geladeira, alguns ítens como gatorade, água de coco, sucos naturais... Enfim, alimentos saudáveis, sendo que alguns deles, não fazem parte do cardápio, nem do cotidiano da maioria das pessoas, e acaba sendo um gasto além do que se espera, estejam preparados!!! Dois ítens que podem entrar na lista dos gastos, mas que não fizeram parte da minha, foram uma meia anti trombose e um aparelhinho chamado respiron. Como eu já disse anteriormente, cada médico, cada equipe, adota um critério e o segue. Meu médico não me solicitou o uso de nenhum dos dois, se o seu solicitar, compre e siga suas orientações!!! Lá no início, eu disse que imprevistos podem acontecer, sempre, em qualquer situação, aconteceu até com minhas postagens, por qual motivo em um pós operatório, não poderiam ocorrer alguns também??? Então, ao receber alta do hospital e voltar pra casa, tenha em mente, que além do material para fazer curativo e daquele analgésico, que a receita te manda comprar, pode ser que você precise de algum outro medicamento no decorrer dos dias, algum antibiótico, antitérmico... É bom saber que caso alguma coisa aconteça de maneira diferente da esperada, poderá haver também, algum gasto inesperado!!! A lista parece não ter fim, mas tem!!!!!!!! Por último, vou falar de um gasto constante na vida dos gastroplastizados!!! Vitaminas!!!!!! Alguns médicos não começam com elas logo no início, e só as prescrevem, caso o paciente apresente alguma deficiência. No meu caso, logo no primeiro mês, já me foi receitado Centrum e Caldê, sendo que o Caldê, a recomendação foi de tomar por 90 dias e o Centrum, por todo o sempre!!! Elizângela, como eu disse, esta é somente uma base, para que você, assim como os demais leitores, possam se situar e terem uma noção do que gastarão com a cirurgia, mesmo tendo convênio médico! Com ela, ficará mais fácil para fazerem os orçamentos e se prepararem melhor! Muito obrigada pela sugestão do tema, e espero que tenha sanado suas dúvidas!!
No próximo post, falarei sobre os resultados da cirurgia a longo prazo, o que esperam os pacientes em relação às metas e reganho de peso. Tema que me foi sugerido pela leitora Paula Pugliese.
Comentários
7 Comentários

7 Comentários:

^
© Gastro Feliz |2014. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por: Karina Enésio.
imagem-logo