E depois da cirurgia????

08 fevereiro 2012

Uma das maiores mudanças decorrentes da cirurgia bariátrica, é a auto estima elevada e a necessidade de recuperação dos valores! No geral,quando as mulheres eliminam uma quantidade significativa de peso, acabam criando coragem para encarar o espelho, se sentindo mais bonitas, desejáveis, passam a sentir a necessidade de uma maior qualidade na vida amorosa/sexual, com isso, muitas das vezes, acabam sendo até radicais, e optando por uma separação... (Na maioria das vezes, o emagrecimento é só o chute no balde, a gota d´água que faltava para que o caldo se entorne. Para especialistas que acompanham os obesos após o procedimento, a mudança de parceiro tem se tornado tão comum, que passou a ser tema de estudos. “Essa é uma cirurgia que mexe com as relações humanas. A pessoa muda muito depois dela, e se tiver um casamento mais ou menos, ele irá com certeza acabar”. Dizem os especialistas. Em 2009 foi feito um estudo neste sentido, com 20 mulheres que venceram a obesidade, depois da cirurgia bariátrica. Metade delas havia se separado. O resultado desta pesquisa, foi apresentado no Congresso Brasileiro de Cirurgia Bariátrica, realizado em junho de 2010, em São Paulo. O estudo deu prioridade ao comportamento das mulheres, porque somos nós, quem passamos pelas maiores transformações depois da redução do estômago. A mulher não consegue conviver com essa infelicidade, quando começa a se sentir bonita e independente. O homem costuma resolver isso, mantendo um relacionamento paralelo.” Se conseguimos emagrecer, porque não podemos ser felizes em um relacionamento? (É o que passa na cabeça feminina, na verdade achamos que se pudemos emagrecer, podemos tudo!) Além da autoconfiança que chega com o emagrecimento, a mudança de rotina do casal, pode contribuir para o fim do casamento. Muda o cardápio, o tempo e a rotina das refeições, os interesses... Se o companheiro não se adaptar, até isso pode ser a gota d’água. Uma vez mais confiante, com a auto estima elevada, a mulher passa a cobrar do seu companheiro novas atitudes, um novo posicionamento diante de determinadas situações, sente necessidade de ser elogiada, reconhecida, e muitas das vezes, tudo isso é algo que já não existe mais entre o casal. Uma amiga gastroplastizada, separada, mas que prefere não ser identificada, me deu seu depoimento... "
Com 60 quilos a menos, passei a trabalhar, tinha menos tempo para a casa, para o marido e queria aproveitar a vida. Meu ritmo mudou. Engordei 45 quilos depois da primeira gravidez. Tentei a dieta da lua, do sol, do carboidrato, da sopa, e, como nada surtia efeito, me dei de presente a cirurgia, em julho de 2007. O divórcio veio dois anos depois. Comecei a me gostar e me valorizar. Passei a respeitar mais as minhas próprias opiniões, afirmou. Agora sou eu quem decido o que faço, tenho opinião própria. Eu resolvo minha vida, coisa que a obesidade, não me permitia fazer, ou melhor, que eu não me permitia fazer, devido à obesidade. Hoje estou novamente casada, amando e sendo amada, vivendo minha vida do jeito que sempre acreditei merecer!! Estou sendo feliz, com uma pessoa que me valoriza. Agora, meu ex marido, é quem não aceita o término da relação, mas não foi por falta de aviso. As pessoas anulam-se e deixam-se anularem, por causa da obesidade, mas quando se veem livres do problema, querem recuperar todo o tempo perdido.
" Poisé gente, é devido à todas estas alterações comportamentais pós cirúrgicas, que os psicólogos pedem, que nenhuma decisão muito séria ou definitiva, seja tomada, antes que se complete pelo menos 1 ano de cirurgia, pois este é o período mais crítico, onde a perda de peso é maior, e as emoções encontram-se a "flor da pele", digamos assim!!!" Bjos pra vocês e boa quarta feira!!!
Comentários
19 Comentários

19 Comentários:

Michele Lemos disse...

Li tudinho e realmente esta tudo ai, graças a Deus não passei por isso, foi o inverso é como se tivéssemos namorando novamente, Hoje faço 1 ano de Gastro e muito feliz com meu parceiro, só posso desejar muita força e coragem para quem esta nessa situação.

Roberta Zero Cal disse...

Lu... nunca tinha pensado nisto :O
Mas deve ser uma realidade mesmo pq tá cheio de mulher que não se liberta de um casamento infeliz pq acha que jamais vai conseguir outra pessoa por estar gorda, feia e desleixada.

Beijos

Kelly disse...

Adorei essa postagem , muito pertinente!!! bj

Carla disse...

Bom dia amiga, já tinha ouvido falar muito desse tema (Separação pos bariatrica) com certeza a cabeça muda muito, mais o principal é se sentir bem com o parceiro, se isso não for possivel não tem outro jeito. Beijos amore.

Carla disse...

Lu, esqueci de falar, amei essa foto, tá linda e um olhar sexy menina, beijosss.

Bruna Ellen disse...

Lu, é verdade. Depois de um tempo de operada, onde se elimina os quilos tão indesejáveis, começamos a querer viver mais, aproveitar mais a vida! E a partir deste momento sabemos se a pessoa que está do nosso lado, está ou não realmente do nosso lado. Se a pessoa não se adaptar as nossas mudanças não tem jeito, a solução é viver cada um de um lado e procurarmos ser felizes. Achei muito interessante o post!!! Bjosss

Vivi ramos disse...

Bem meninas, eu não sei o que me espera... A única coisa que eu quero é ser feliz!! Sempre tive crises horrorosas no casamento quando tomava remédios e emagrecia, aí, voltava a engordar e era menosprezada, mas sei que a cirurgia não vai ser esse efeito sanfona. A alimentação na minha casa só eu e minha filha é que fazemos certinho, o marido gosta de uma boa feijoada, rabada, etc. Fala que somos frescas!! Tá bom, eu só quero ficar lindona, e se necessário for uma separação, tenho certeza que será p o meu bem!! Pois quem ama cuida!!! Bjus Lu, esse vestido está mara!!!

Josi ]silva disse...

Essa é uma grande verdade a mulher quando obesa se anula e aceita tudo, não se impõe, não se mostra, não gosta de si mesma... Comigo foi assim tbm sempre amei meu marido mas não estava feliz comigo com meu corpo e a cirurgia me fez acordar, me fez conhecer melhor meu corpo e até me fez querer uma separação pois eu merecia me sentir amada, desejada como mulher e não somente como uma esposa nós somos as duas ou três, mãe, esposa e acima de tudo MULHER...
Foi então que resolvi pressionar meu marido, como agora sou uma mulher que tem voz eu disse tudo que eu não gostava em meu relacionamento, e se isso não mudasse de vez eu não queria mais.... E pra minha surpresa meu marido adorou a minha decisão e hoje está mais apaixonado do que nunca e me amando cada dia mais... Sabe Lu acho que está dentro de nós o poder da mudança, nós alcançamos isso após a bariátrica, cabe a cada uma de nós sabermos lidar com isso, se para nós o cansamento não têm mais concerto está é a hora de acabar mas se ainda existe esperança para ele devemos lutar e nos permitir ser feliz com quem nós amamos...

Taiane disse...

são muitas mudanças em um tempo curto e não ter uma pessoa ao seu lado que não valorize isso deve ser chato mesmo...
ainda bem que o maridão me elogia todos os dias..kkkk

Juliane disse...

Lú, que post mais verdadeiro este. Sabe, nos alunamos mesmo e deixamos para lá até nossas opiniões e vontades. Acabamos sedendo a tudo por não nos achar capaz de vencer desafios. Adorei o post, achei o depoimento muito verdadeiro e que retrata muito da vida de muitas de nós. Beijo

Fabiana disse...

A Lú... isso tudo é a mais pura verdade... nos anulamos quando gordas, para sermos aceitas... daí emgrecemos e recuperamos nossa auto estima e vem os maridos... ignorantes do que se passa dentro de nós e bummmmmm! Por isso é preciso a terapia antes da cirurgia...e acho que deveria ser para os dois!!!!! Ótimo tema e ótimo texto!!!!

Fabiana disse...

Ahhh adorei o vestidinho preto.....rs

Anônimo disse...

Lu,
Temos casos de amigos bloqueiras que aconteceram isto, o marido não segurar as pontas depois do emagrecimento.
Com os kilos eliminados vão se embora também a falta de coragem pra lutar e mudar o que estava dando errado na vida - muitas vezes acomodados devido a autoestima muito baixa.Kilos off resgatam o prazer de viver, de se cuidar e principalmente de correr atrás das realizações profissionais e emocionais.Quando se faz uma boa preparação emocional é fácil passar por todas estas mudanças, mas conheço tb pessoa que não segurou a barra depois da separação(emagreceu/mas entregou os pontos) sempre haverá os dois lados da moeda - o importante é ter conciência de que temos sempre que ter cuidados dobrados.
Cada dia uma nova conquista!!!
Grande beijo...
Depois vou dar meu depoimntos pra vc publicar.
Bjos

míriam disse...

falou tudo amiga,devemos sim nos valorizar e impor a nossa vontade,existindo amor entre o casal acho que prevalece esse amor!!!!!!!

Nanda Reis disse...

Lú.. vc arrasou no post de hj.. falou e disse...Bom.. eu ainda não sou casada... e estou solteirinha por enquanto..rsrs.. mas vejo pelo meu relacionamento com a família e amigos.. que o marido tem que ter muita paciência e muito amor também.. pois ficamos vulneráveis nesse período de emagrecimento. Porém com tempo ficamos mais confiantes e seguras... então deve-se existir compreensão e amor no relacionamento para que ele possa perdurar... porém penso que se o marido valorizava a esposa quando obesa.. ela deve sim... procurar conversar e dar valor ao marido... agora se era o contrário... concordo sim em a esposa procurar viver.. se dar valor. e ir em busca do amor.. pq esse sim é que vale a pena e nos faz viver melhor..

Loja do Juca disse...

ola lu.
achei muito legar lancar o livro sou verdedora do mercado livre
e recomendo que anuncie seu livro la para vender

Douglas disse...

Quando eram gordas ele prestava. Tirou os kilos de gordura ou de cerebro?

Douglas disse...

Vai entender as mulheres...quando eram gordas e ninguem te queria o maridao se anulava e te aceitava. Agora como varias postam aqui trocam de marido como se troca de absorvente. Muito inteligente e fiel isso. Tiraram o cerebro ou a gordura?

Douglas disse...

Quando eram gordas ele prestava. Tirou os kilos de gordura ou de cerebro?

^
© Gastro Feliz |2014. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por: Karina Enésio.
imagem-logo