Balanço do "Dia Mundial de Controle à Obesidade" (No estilo Lu Fernandes de Ser)

13 outubro 2014


Bom dia, pessoal!
Sábado foi o dia MUNDIAL de conscientização para uma causa, à qual vocês sabem o quanto defendo e eu nem apareci por aqui!!!
Falha minha? Nem tanto! Nem tanto!!
Me programei para vir no início da semana e saí, disposta à observar (discretamente) os hábitos das pessoas que encontrasse pelo caminho.
Fiz compras de roupas, de alimentos, almocei em um restaurante Self Service, passeei pelo shopping, e até no trânsito, enquanto dirigia, estive atenta.
Gente...
A situação é mesmo alarmante!!!!
As pessoas não estão nem aí para a saúde, querem é se esbaldar, se entupir de comida!!
Na loja de roupas, senti pena da mocinha que entrou com sorvete na mão e tudo, e ouviu a vendedora dizer que não tinha" numeração especial". (Como tantas vezes já aconteceu comigo...)
A expressão constrangida foi notável, mas a pergunta que não se calava dentro de mim, era....
Será que ela está preocupada com sua saúde, será que ela faz algo por si mesma para reverter esta situação? Não parecia fazer nada. Sinceramente!!!
No supermercado, peguei-me observando o carrinho de um casal de obesos,(com uma criança também obesa) como muitas vezes já percebi pessoas fazendo comigo.
Eu não via nada de saudável ali!! Muitas garrafas de refrigerantes, pacotes e mais pacotes de congelados pré fritos, como batata, mandioquinha e risoles, várias embalagens de lasanhas, pizzas, latas de doces e muuuuuitos pacotes de chips!!
Sobre tudo isso, no alto do carrinho havia um pé de alface e um abacaxi, que imaginei serem para desencargo de consciência.....
(Morri de dó da menina, a filha deles, que acreditei ter uns 7 anos no máximo e parecia pesar mais do que eu...)
No restaurante, sinceramente lembrei-me de quando eu comecei a tentar fazer este trabalho de conscientização e sentia vontade de tomar das pessoas, os enormes pratos cheios de "porcarias" que as via se servindo. Senti esta vontade novamente!
No passeio pelo shopping, a cada 10 pessoas que passavam, umas 6 estavam acima do peso, destas 6, umas 2 eram gordas demais!!! (obesas).
A cena que mais me entristeceu e que me fez pensar em muitas coisas, foi quando ouvi um bebê gritando e fazendo birra ao recusar a mamadeira e a mãe disse brava para o pai, que já o havia avisado que tinha que dar refrigerante, pois a criança não gostava de água.
Aquele neném não devia ter nem um aninho!!!
Aí eu me pergunto.... De que adianta um dia inteirinho dedicado ao controle de uma doença tão séria, mas que continua sendo ignorada o tempo inteiro?
A verdade é que a população está cada vez mais gorda e mais displicente com sua saúde.
E pasmem....
Os consultórios dos cirurgiões bariátricos, estão recebendo cada vez mais pacientes que engordam de propósito para operarem, sem nenhum preparo psicológico para tal.
Acreditam que a cirurgia faz milagres e  pouco tempo depois o inevitável acontece.
Voltam lá, novamente obesos, buscando reoperação, pois se a mudança de hábitos não acontece, não existe cirurgia que dê jeito!
Isso para as pessoas que podem de alguma forma se submeterem ao procedimento, pois as que não tem condição alguma, morrem nas filas dos hospitais públicos, antes de conseguirem atendimento.
A culpa é do governo, Lu Fernandes?
O governo tem parte nisso já que a saúde é tão precária, mas cada um cuidar de si, já melhoraria demais!
Deixo para vocês, uma frase de minha autoria, que uso todos os dias em minha vida.
Se eu não me amar e me respeitar primeiro, ninguém mais fará isso!
Já fui obesa, sei muito bem como é e a mudança partiu foi de mim.
Tem coisas que ninguém pode fazer por nós!
Bjos pessoal!!


Comentários
1 Comentários

1 Comentários:

^
© Gastro Feliz |2014. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por: Karina Enésio.
imagem-logo