A grana tá curta? Vida saudável não custa assim tão caro!!

25 junho 2015

Gente, a vida inteira eu ouvi reclamações de que para se fazer uma boa dieta, gasta-se muito dinheiro!
Não só ouvi, como também já defendi esta ideia!
De fato custa caro inserir no nosso cardápio diário alimentos novos, diferenciados e aos quais não estamos habituados a comer.
Alimentos de dietas elaboradas da mídia, ou as famosas orientações nutricionais que muitos "especialistas" tiram de dentro da gaveta e no máximo trocam nosso nome no topo da folha.
Enfim, depois de operar o estômago e ter sido obrigada pelo bisturi, a mudar os meus hábitos, aprendi primeiramente a eliminar da minha vida, a palavra dieta!
Sim, no dicionário deveria ser incluso mais um sinônimo para esta palavra. Acrescentei ao meu dicionário pessoal!
Dieta = Fracasso
O correto é fazer a famosa REeducação alimentar, lembrando que quem precisa ser REeducado, é porque na verdade nunca foi bem educado, né?
Não estou querendo ofender a mãe de ninguém, viu gente!
Mas verdade seja dita, se fôssemos bem educados não precisaríamos ser REeducados.
Então partindo deste princípio, fica fácil e com preço acessível, comer bem.
Mas precisamos querer e nos esforçar pra colocar isso em prática!
Hoje falando em quantidades, sei que funciona bem, reduzir tudo o que se come a um terço.
Assim no começo você não se priva do que gosta, mas reduz as quantidades. (comer de tudo, sem comer tudo, lembram?)
Outra dica é caprichar nos legumes e frutas da época, são mais baratos, mais saborosos e dá pra fazer pratos incríveis com eles.
Nesse frio as sopas cremosas e caldos, salvam!!
Deixe na geladeira e armários, lanchinhos para as emergências, de preferencia prontos para o consumo.
Isso evita os ataques desnecessários aos alimentos mais calóricos como biscoitos, bolos, pães e doces.
Não fique muito tempo sem se alimentar. Juntar fome é um perigo e até a gastroplastizada que vos fala, sente que tem um furacão na barriga quando passa do horário de comer.
Eu levo marmitinhas saudáveis na bolsa, no porta luvas do carro e para onde quer que eu vá.
Isso evita que na hora da fome acabe tendo que recorrer a uma bela e gordurosa (ecaaaaa) coxinha de rua.
O meu celular desperta a cada duas horas e meia.Três é muito pra mim.
Também costumo manter uma listinha do que pretendo comer no dia seguinte e no máximo, troco os ingredientes. Evito incluir.
Parece clichê, mas ato + ato + ato, acaba virando hábito e ficar abrindo exceções todos os dias no fim de muitos dias, muitos quilos podem aparecer na balança. Quem não se programa acredita que foi "do nada"!
Para se exercitar também não precisa gatar muito!!
"Ahhh Lu Fernandes, você tem academia de graça, é patrocinada! É fácil dizer isso!!"
Não, não é!! Tenho academia de graça agora, uma parceria muito bem vinda, mas caminho na avenida todos os dias há quase cinco anos!! Um dos motivos, sempre foi exatamente não ter dinheiro pra pagar academia!!
Olha, eu sei das dificuldades financeiras que a maioria na qual eu me incluo, enfrenta principalmente nessa época de crise!
Mas sei também da preguiça e da desculpite das quais eu também um dia já fiz uso.
A única prejudicada com isso fui eu mesma e se você se encaixar nas coisas que escrevi neste post, não se sinta ofendido (a), levante o bumbum da zona de conforto e sendo ou não gastroplastizado, cuide de você!!
É preciso mais do que dinheiro pra fazer isso, é  preciso ter força de vontade e uma determinação enorme!!
Mas só depende de cada um!!
Não se zanguem com meu jeito  meio "bravo" de falar! Aprendi com a vida que passar a mão na cabeça não ajuda!! Falar a verdade sim!!!
Beijo grande!!!

Comentários
0 Comentários

0 Comentários:

^
© Gastro Feliz |2014. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por: Karina Enésio.
imagem-logo